sábado, janeiro 29, 2022

CNI e IEL criam Núcleo Estadual de Inovação de São Paulo

04/10 – Agência CNI de Notícias

Pilar essencial para o crescimento e a competitividade das empresas, a inovação está cada vez mais presente no dia a dia das atividades industriais. Buscando dar visibilidade ao tema e incluir empresários e acadêmicos no debate, o Instituto Euvaldo Lodi de São Paulo (IEL-SP), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), criou o Núcleo Estadual de Inovação de São Paulo, oficialmente constituído na segunda-feira (3), em encontro que reuniu cerca de 80 representantes de empresas, no escritório da CNI da capital paulista.
O Núcleo Estadual de Inovação de São Paulo terá integrantes de empresas e da academia. O grupo vai trabalhar para implantar e ampliar as práticas de inovação e aproximar empresas. Além disso, o IEL-SP engajará associações setoriais e entidades do governo com foco na promoção de ações inovadoras para estimular a competitividade do país.
A reunião contou com a participação da presidente do Conselho de Competitividade dos Estados Unidos, Deborah Wince Smith, para quem as parcerias entre países é imprescindível na direção do desenvolvimento da inovação. “A colaboração entre países é essencial. A troca de experiência desenvolve a inovação, com participação de universidades, de empresas. A inovação é fundamental para a economia, para a produtividade, para os investimentos”, enfatizou.
De acordo com a diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio, o objetivo da iniciativa é criar uma sinergia do núcleo com a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), coordenada pela CNI, para o compartilhamento de ideias que resultem na ampliação da cultura da inovação nas empresas. “Nossa ideia é ampliar as parcerias tanto com as empresas quanto com as instituições”, frisou.
Na abertura da reunião, o superintendente nacional do IEL, Paulo Mól, ressaltou a importância da criação do núcleo liderado pelo IEL-SP. “Este é um projeto construído pelo IEL Nacional. Cada vez mais vamos desenvolver núcleos nos estados. São Paulo é o maior estado do Brasil, com mais indústrias e, possivelmente, onde a inovação acontece de maneira mais estruturada”, afirmou.
DISSEMINAR A INOVAÇÃO – O coordenador do Núcleo e do Comitê Articulador da Inovação, Eduardo Vaz, detalhou que a principal meta do grupo é atuar como facilitador e disseminador da cultura da inovação no estado. “Nosso objetivo é desenvolver  projetos, ações e soluções para as empresas que precisam inovar para serem competitivas. Se a empresa não inova, é muito difícil alcançar o nível de competitividade global”, disse. “Por isso, pretendemos motivar ainda mais as empresas e instituições a nos ajudarem para que esse núcleo seja efetivo, para que tenha uma identidade em nosso estado”, completou Vaz.
Ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Luciano Coutinho ressaltou que, nos últimos anos, as transformações tecnológicas não desaceleraram, embora o mundo tenha enfrentado crises econômicas. “Temos um contraste importante de que, apesar de todo o quadro pouco favorável, as transformações tecnológicas em curso têm mostrado uma vitalidade surpreendente. Num futuro não muito longínquo, todos os objetos poderão se conectar, máquinas, bens de consumo”.
Coordenadora de Gestão da Natura, Luciana Hashiba observou que a inovação e a sustentabilidade caminham juntas e configuram vantagens competitivas para qualquer empresa. Ela foi uma das palestrantes da reunião, ao lado do superintendente da Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve-SP), Eduardo Tadeu Saggiorato, para quem o núcleo deve ser mais um espaço de soluções práticas que de discussões.
PREMIAÇÃO INOVA TALENTOS – Ao fim da reunião, o IEL-SP premiou os vencedores da etapa regional do programa Inova Talentos, que contou com 319 projetos neste ano. Criado em 2013 para estimular a inovação nas empresas, o Inova Talentos incentiva a aproximação entre a indústria e os centros de pesquisa das universidades para a transformação das pesquisas em negócios, produtos e serviços.
Em um primeiro momento, o programa seleciona projetos de inovação das empresas e institutos interessados em receber profissionais. Em seguida, bolsistas, jovens profissionais com até três anos de formação universitária, se candidatam para receber bolsas para acompanhar e desenvolver, durante um ano, o projeto de inovação aprovado pelo programa. A etapa nacional do prêmio acontecerá no dia 27 de outubro, em Salvador.
Veja os vencedores da etapa regional de São Paulo:
Equipe Destaque
Ganhadores da etapa regional SP:
1º lugar: Silas A. M. Silva – Natura
Tutor: Leonardo R. de Paula
2º lugar: Ana Lígia Buzolin – Grupo Fleury
Tutor: Miguel Mitne
3º lugar: Fernando Dellacqua – Votorantim
Tutora: Bruna G. Meirelles
4º lugar: Aline Nogueira Olivé – Grupo Fleury
Tutora: Ana Maria Fraga
5º lugar: Krissya Leite Tigani – Natura
Tutora: Fabiana Tarabal
6º lugar: Naya Jayme Ringer – Natura
Tutor: Leonardo Garnica
7º lugar: Beatriz Ferreira Buzá – Natura
Tutora: Vanessa Rocha
Artigo Destaque
Ganhadores da etapa regional de SP:
1º lugar: Felipe de Souza Mazuco – Mahle
2º lugar: Fernando Dellacqua – Votorantim
3º lugar: Guilherme H. F. Fuzato – Bosch
4º lugar: Ana Lígia Buzolin – Grupo Fleury
Por Diego Abreu, de São Paulo
Foto: Divulgação/CNI
Da Agência CNI de Notícias

Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!