domingo, janeiro 23, 2022

Crise econômica atinge o futebol brasileiro

11/02 – Fernando Soares / Jornal do Comércio
O JC Contabilidade inicia, nesta quarta-feira, a série “As finanças do futebol brasileiro”, que se estenderá pelas duas próximas semanas. A primeira reportagem aborda a situação crítica das contas dos principais clubes do País, que cada vez mais se afundam em dívidas.
Se dentro de campo o futebol brasileiro vem sendo questionado fortemente após a retumbante derrota por 7 a 1 para a Alemanha, na Copa do Mundo, fora das quatro linhas a situação também não é animadora. Os clubes do Brasil vêm se afundando cada vez mais em dívidas, em um ritmo maior do que suas receitas possam acompanhar. Depois de alguns anos de aumento da arrecadação e gastos expressivos com salários de jogadores e treinadores, a crise econômica bateu na porta das equipes do Norte ao Sul.
Conforme levantamento da BDO, o endividamento das 24 principais agremiações brasileiras saltou de R$ 2,8 bilhões para R$ 5,6 bilhões, de 2009 a 2013. Nesse mesmo período, os faturamentos subiram de R$ 1,6 bilhão para R$ 3,2 bilhões. As dívidas, portanto, são 75% maiores que a arrecadação dos times. E a tendência é de continuidade dessa disparidade nos balanços de 2014, que ainda não foram divulgados. “O endividamento certamente vai passar dos R$ 6 bilhões, até porque muitos clubes registrarão nos balanços os financiamentos das suas novas arenas”, acredita Pedro Daniel, diretor da área de esporte da BDO.
O principal problema do passivo é a origem dele, na percepção de Daniel. “Há empresas que possuem endividamento elevado, pois estão realizando investimentos. No caso do futebol, essa dívida não é equalizada. Estamos falando de passivos muito superiores à capacidade de geração de receitas”, aponta. Nesse quesito, o campeão é o Botafogo, que possui um débito 6,77 vezes superior à arrecadação. Para a dupla Grenal a situação é ruim, ainda que menos crítica. No Internacional, essa proporção é de 1,69 e no Grêmio fica em 1,61. O ideal, segundo o especialista, é manter o índice no máximo em 1, o que demonstraria equilíbrio.
Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!