terça-feira, janeiro 25, 2022

IPVA aumenta 18,57% em todo o País

31/03 – De León Comunicações

Em estudo divulgado pelo IBPT, o valor total arrecadado passou de R$ 32.756 bilhões 2014, para R$ 38.839 bilhões em 2015, ou seja,  R$ 188,88  pago por habitante, em média.
Todo início de ano, uma coisa é certa: o pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos e Automotores).  No estudo “Arrecadação de IPVA e sua proporcionalidade em relação à frota de veículos e à população brasileira”,  concluído pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT, fica claro  que os cidadãos brasileiros estão pagando mais IPVA este ano, visto que o tributo aumentou de 18,57% em relação a 2015 em todo o País.   
O volume do imposto arrecadado do Brasil no ano passado foi de R$ 38,839 bilhões. Em 2014 o valor significava R$ 32,756 bilhões. O IPVA é um tributo estadual, cuja arrecadação é a segunda mais importante, seguida do ICMS.  O estado de São Paulo  representou o maior volume de impostos arrecadados em 2015.
No entanto,  quando se considera a arrecadação do IPVA por habitante, o estado do Amazonas é o campeão, com R$ 412,83,  seguido de São Paulo R$ 325,12;  do Distrito Federal, com  R$264,57; e do Paraná, com R$ 259,50.     
Em média, o Brasil  tem  uma arrecadação de R$ 188,88 de IPVA por habitante, sendo que as menores arrecadações do imposto foram obtidas nos estados da Paraíba, de R$ 58,44; Pará, com R$ 58,64; Alagoas, com R$ 63,97; e Acre, com R$ 70,75.
Apesar de Santa Catarina ser o estado que possui o maior número de veículos por habitantes , sua arrecadação em 2015 foi de R$ 210,48. Os estados com menor frota por habitante são justamente os que tiveram as menores arrecadações.
De acordo com o presidente executivo do IBPT, João Eloi Olenike, é interessante observar que alguns estados oferecem uma tributação menor que os outros, entre outras facilidades burocráticas, e que, de acordo com a distância geográfica, pode estar havendo uma migração de contribuintes para estas localidades de tributação menor. “Isso se dá principalmente em relação ao emplacamento de frotas, principalmente por empresas que por seu ramo de atividade têm grande quantidade de veículos em seu Ativo Fixo”, explica. Segundo o tributarista, esta diferenciação de tratamento ao tributo, que ocorre entre vários estados, pode – em menor escala – ser tratada como uma “guerra fiscal”, intencional ou não, para atrair mais contribuintes de IPVA.

Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!