sexta-feira, janeiro 28, 2022

Repatriação vem em boa hora, mas não resolve impasse fiscal

03/11 – Luís Lima / Época

Os R$ 50,9 bilhões em multas e impostos obtidos com o programa de repatriação de recursos não declarados no exterior abastecem os cofres do governo em um momento estratégico. Em 2016, as contas públicas devem registrar o terceiro rombo seguido, de R$ 170,5 bilhões, e a economia deve afundar mais de 3%. Para piorar, alguns estados, como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, enfrentam uma severa crise fiscal, com falta de recursos para honrar compromissos essenciais ao funcionamento da máquina pública, como o salário de servidores. 
O total arrecadado de Declarações de Regularização Cambial e Tributária (Dercat) à Receita Federal deve ajudar, portanto, na melhora das contas públicas e, consequentemente, na retomada do crescimento. Também evita um novo corte de gastos, como temiam integrantes do governo. Isso não significa que o dinheiro “extra” aponta para a saída do cenário de recessão econômica. As duas principais condicionantes para isso continuam sendo a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que impõe um teto aos gastos do governo, e, agora, passadas as eleições municipais, o encaminhamento da reforma da Previdência.

Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!