fbpx
quinta-feira, agosto 18, 2022

Trabalhos sobre formação de preços, inovação e credibilidade de bancos centrais vencem o 3º Prêmio BC de Economia e Finanças

Premiação ocorreu na última quarta-feira (3), durante o XIII Seminário Anual de Estabilidade Financeira e Economia Bancária, em São Paulo.

​O trabalho sobre formação de preços durante períodos de hiperinflação e de preços estáveis, de autoria dos pesquisadores Julia Passabom Araujo e Mauro Rodrigues Junior, rendeu à dupla o primeiro lugar no 3º Prêmio Banco Central de Economia e Finanças, em cerimônia de premiação realizada na última quarta-feira (3), no XIII Seminário Anual de Estabilidade Financeira e Economia Bancária, em São Paulo.

Com o título Price setting in Brazil from 1989 to 2007: Evidence on hyperinflation and stable prices, a monografia trata de evidências sobre a formação de preços num período que apresentou variações significativas na inflação, desde hiperinflação até deflação. Segundo a pesquisa, a frequência e o tamanho das mudanças de preços feitas pelas empresas se alteraram imediatamente após o Plano Real, o qual acabou com a hiperinflação e alterou substancialmente o comportamento da formação de preços no Brasil.

O trabalho classificado em segundo lugar tratou do impacto do financiamento para a inovação no crescimento econômico, usando uma rica base de dados extraída de registros do Sistema de Informações de Crédito (SCR) em nível municipal. Growth, Finance and Innovation in a Connected World foi produzido por Thiago Christiano Silva, do Departamento de Estudos e Pesquisas do BC, em conjunto com Benjamin Miranda Tabak.

Já a terceira monografia selecionada foi Central Bank Credibility and Inflation Expectations: A Microfounded Forecasting Approach, de autoria de Ana Flávia Soares dos Santos Oliveira e João Victor Issler, que propõe uma medida de credibilidade de bancos centrais. A pesquisa estuda a credibilidade do Banco Central do Brasil utilizando projeções do Relatório Focus de janeiro de 2007 a abril de 2017.

O artigo foi parte da tese de doutorado que Ana Flávia fez em Econometria e política monetária, pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro. A motivação para escrevê-lo foi a troca de diretoria do BC, que ocorreu em 2016. “Eu quis entender sobre o processo de construção de credibilidade do Banco. A conclusão da pesquisa foi que houve ganho de credibilidade após a mudança ne diretoria”, explicou.

Para ela, figurar entre os ganhadores do prêmio é muito gratificante. “Ter o reconhecimento no meio acadêmico é muito relevante, mas ter o reconhecimento do BC é mais importante ainda. É muito bom saber que o seu tempo de dedicação, de estudos e o seu esforço realmente valeram a pena.”, afirmou.

Foi premiado ainda, com menção honrosa, o estudo Investors’ behavior and mutual fund portfolio allocations during the Financial crisis in Brazil, de autoria de Fernando de Menezes Linardi, do Departamento de Regulação Prudencial e Cambial do BC. A monografia examina o fluxo e a performance de fundos mútuos de investimento no Brasil e seus portfólios de alocação durante a crise financeira de 2008 e 2009.

Excelência em pesquisa
De acordo com o diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Viana, pesquisa e conhecimento são fundamentais para boas políticas públicas, e o Banco Central tem sido referência na realização, na disseminação e no fomento à pesquisa. “Para nós, a pesquisa desempenha papel fundamental no cumprimento da missão institucional de assegurar a estabilidade do poder de compra da moeda e um sistema financeiro sólido e eficiente, além de promover a cidadania financeira”, afirmou durante a premiação.

Ele reforçou que é a partir dessa percepção que o BC busca se posicionar tanto como centro de excelência em pesquisa quanto gerador e difusor de conhecimentos em política monetária, em estabilidade financeira e em cidadania financeira, não só na produção realizada por servidores do Banco, mas também naquela feita fora da instituição.
O concurso, realizado em parceria com a Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac), concedeu R$25 mil para o primeiro colocado, R$15 mil para o segundo e R$5 mil para o terceiro lugar.

“A nossa principal agenda é ser um agente viabilizador de ações do BC, especialmente aquelas capazes de propiciar o fortalecimento da identificação da sociedade com a marca Banco Central do Brasil, guardião da economia brasileira em seu sentido mais amplo. Acreditamos firmemente que antes de qualquer inovação está o conhecimento e, assim, reconhecemos e enfatizamos a importância de competências integradas com o propósito de propiciar inovação, crescimento e desenvolvimento”, afirmou o presidente da Fenasbac, Paulo Stein.

Por Banco Central do Brasil

🤩 SIGA A GENTE NAS REDES
👉 Instagram: https://www.instagram.com/portalcontnews
👉 Notícias via whatsapp: https://cutt.ly/ZIYTk86
👉 Canal no Telegram: https://t.me/contnews

Avaliem o Portal ContNews no Google!
https://g.page/r/CdJrXa-hV3eQEBM/review

#ContNews #Contabilidade

Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Portal ContNews.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!