fbpx
domingo, julho 3, 2022

PEC da Reforma Tributária avança no Senado

Senado acena com análise e votação da Proposta de Emenda à Constituição que redefine o sistema tributário nacional nas próximas semanas

Está prevista para esta semana, dia 23 de fevereiro, a leitura do parecer da Reforma Tributária (PEC 110/2019) na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal.

Quem garante é o relator da matéria, senador Roberto Rocha (PSDB-MA) após reunião no último dia 17 com o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco, e representantes do setor varejista. “Essa é uma matéria aguardada há muito tempo que amadureceu de tal modo que, se os frutos não forem colhidos, ela apodrece e cai, dessa forma, está é a nossa última janela de oportunidades”, disse o relator.

A leitura do relatório na CCJ é um grande passo, tendo em vista que, caso não haja pedido de vista, a proposta pode ir a Plenário. Pelo Twitter, o presidente Rodrigo Pacheco, ressaltou na semana passada que “aprovada na CCJ, a PEC será pautada no Plenário para bem da sociedade”. Depois disso, segue para a Câmara dos Deputados.

Debates

No último dia 11, a Comissão Senado do Futuro promoveu uma audiência pública interativa para debater sobre o tema, ocasião em que houve consenso de que a reforma é o primeiro passo para tornar a cobrança de impostos mais eficiente, reduzir a burocracia e acabar com sonegação e a inadimplência.

Durante o encontro, o ex-deputado e economista Luiz Carlos Hauly afirmou que a PEC está pronta na CCJ para ser discutida e votada. “Estamos torcendo para que isso aconteça nas próximas semanas para que possamos dar início ao debate nacional”, disse.

Segundo ele, para destravar a economia brasileira, é fundamental remover seis causas raízes de problemas: os impostos declaratórios, o recolhimento por iniciativa do contribuinte, transações bancárias sem suporte contábil, a alta carga tributária no consumo, a autonomia legislativa dos entes federados e os impostos cumulativos.

A PEC 110, além de destravar a economia, para Hauly, vai possibilitar o crescimento do PIB, a diminuição do custo de produção das empresas, do custo dos tributos sobre os bens e serviços de consumo para os mais pobres, do custo da contratação de mão de obra, viabilizar a geração e milhões de empregos anualmente e ainda a recuperação das empresas e todo o setor público em três níveis. “Temos a convicção de que todos vão ganhar com a aprovação da PEC”, afirmou.

Proposta

O principal ponto da PEC 110 é a criação de um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) Dual: o IVA unificará impostos federais para a União e se chamará Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS).

por Deise Dantas
jornalista Portal ContNews

🤩 SIGA A GENTE NAS REDES
👉 Instagram: https://www.instagram.com/portalcontnews
👉 Notícias via whatsapp: https://cutt.ly/ZIYTk86
👉 Canal no Telegram: https://t.me/contnews

Avaliem o Portal ContNews no Google!
https://g.page/r/CdJrXa-hV3eQEBM/review

#ContNews #Contabilidade #Fiscal #DeiseDantas #ReformaTributária #IVA #Tributos #CBS

🤩 SIGA A GENTE NAS REDES
👉 Instagram: https://www.instagram.com/portalcontnews
👉 Notícias via whatsapp: https://cutt.ly/ZIYTk86
👉 Canal no Telegram: https://t.me/contnews

Avaliem o Portal ContNews no Google!
https://g.page/r/CdJrXa-hV3eQEBM/review

#ContNews #Contabilidade

Deise Dantas
Jornalista do Portal ContNews desde 2021. Bacharel em Letras Língua Portuguesa, pós-graduada em Marketing Digital, desde 2004 atua em Comunicação Empresarial e Institucional, com expertise nas áreas econômica, contábil e tributária.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Eventos SST no eSocial

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Portal ContNews.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!