quarta-feira, janeiro 19, 2022

CONTNEWS trouxe retrospectiva de 2021 e tendências para 2022

Nos últimos dois anos, os contadores e empresários viram se somar às já conhecidas siglas SPED, DIRF, eSocial e tantos outros novos termos em sua rotina, como coronavírus, quarentena, máscaras de proteção, face shield e por aí vai.

No andar dos acontecimentos, o setor contábil passou a dar todo o suporte para as empresas, especialmente às micros e pequenas, na tentativa de ajudá-las a passar pelas crises sanitária, econômica e mental.

Esses aprendizados e novas demandas foram pontuados no último CONTNEWS do ano no formato de debate, que reuniu o time do programa para fazer uma retrospectiva das áreas contábil, trabalhista, tributária, de gestão e comportamental e destacar as tendências para o ano que vem. Confira!

eSocial: depois de muito trabalho, os frutos estão chegando

Desde o início das obrigatoriedades do eSocial, em 2018, o setor trabalhista vem tendo que lidar com uma avalanche de novidades, mudanças de prazos, de leiaute, de falhas e inconsistências no sistema que veio para simplificar a sua rotina. Ao término de 2021, um ano ainda marcado pelas consequências da pandemia, os especialistas da área trabalhista foram unânimes em dizer que, apesar do trabalho intenso, os contribuintes já começaram a colher os frutos dessa nova realidade no Brasil.

Ao lembrar dos avanços que o sistema vem trazendo, como a eliminação da SEFIP de 13°, do CAGED e da RAIS para um grande número de empresas, a consultora em Departamento Pessoal da SCI Sistemas Contábeis, Jení Schulter, ressaltou que os empresários devem acreditar nas facilidades do eSocial. “Essa simplificação trabalhista, fiscal e contábil está se tornando realidade”, disse ela, ao lembrar ainda dos próximos passos como a entrada do FGTS Digital, da reclamatória trabalhista e dos preparativos para a extinção da DIRF em 2023.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=2553

Na mesma linha, a analista da SCI Sistemas Contábeis, Viviane Serafin, falou da dificuldade desse processo de mudança cultural, mas destacou que agora é hora de estudar e acreditar no projeto. “O eSocial é infinitamente melhor que todas essas obrigações acessórias que serão eliminadas. O sistema vem com tudo no próximo ano e quem ainda não está adequado, é o momento de enviar os eventos e acreditar nas facilidades que já estão chegando”.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=2721

A também analista da SCI Sistemas Contábeis, Cleide de Souza, lembrou da agilidade do eSocial. “Você alimenta o sistema em uma admissão, por exemplo, e tudo já está lá, na base de dados do governo e na CPTS do trabalhador, o que facilita imensamente a vida de todos”. Ao orientar que o contribuinte precisa olhar para a frente e estudar, a especialista trabalhista ainda afirmou que a dificuldade atrelada aos processos não está no sistema, mas na legislação brasileira. “O eSocial nada mais é que um aprendizado de sistemas e de legislação”.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=2925

Já o coordenador-geral do Governo Digital Trabalhista, João Paulo Ferreira Machado, trouxe duas novidades. A partir de janeiro o Microempreendedor Individual, de forma similar ao empregador doméstico, poderá operar todo o processo dentro do sistema, desde a contratação até a geração da guia do INSS. “Tudo isso em um processo muito simples, que qualquer pessoa poderá utilizar”. Além disso, haverá a prorrogação da substituição do Perfil Profissiográfico Previdenciário. “Os eventos serão iniciados para que os testes sejam feitos, mas a substituição fica para depois, o que vai trazer facilidade para o processo de entrada dessa obrigação, até que ela se torne digital de forma definitiva.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=3290

À espera da Reforma Tributária

Muito se propôs e se debateu em 2021 sobre a necessidade de reforma do sistema tributário brasileiro, e, mesmo após dois anos atípicos marcados pelos impactos profundos da pandemia na economia e no bolso dos cidadãos, esse ainda não foi o ano da mudança estrutural. 

Para os especialistas das áreas fiscal e tributária do CONTNEWS, a expectativa é que realmente a reforma tributária venha em 2022. Caso isso se efetive, a articulista do Portal Contabilidade na TV, Carla Müller afirmou que o próximo ano deve ser de muito trabalho e de adaptação. “Precisamos acompanhar como vão evoluir as questões do PIS e COFINS, do imposto de renda e dos lucros e dividendos”, destacou ela, ao apontar ainda outros pontos de atenção da área como as retenções da EFD-Reinf e a exclusão do PIS e da COFINS da base de cálculo, cujo processo de adequação ainda está em andamento. 

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=1476

Para a criadora no Blog Siga o Fisco, Jô Nascimento, 2021 ainda exige atenção dos contribuintes, pois não é raro os governos apresentarem mudanças nos últimos dias do ano. “Sempre temos alterações importantes na reta final de dezembro, que muitas vezes impactam já no início do próximo período”. Ao lembrar, porém, que há muito assunto importante parado no Supremo Tribunal Federal, na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, a especialista da área tributária orientou que, quando possível, os empresários podem se antecipar às mudanças, porém, é vital ter calma. “Precisamos de um tempo para estudar as novidades e buscar formas de aplicação da lei”, disse, ao reforçar que o foco deve estar no que já está aprovado e em andamento.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=1724

Mesmo com a postergação da reforma tributária para 2022, o CEO da ConferIR, Maurício Tadeu de Luca, alertou para a possibilidade de aprovação, ainda este ano, por medida provisória, da tributação dos lucros e dividendos, e deu uma dica. “Caso isso aconteça, os empresários contábeis devem alertar os seus clientes para limpar as contas bancárias da empresa, pois esses lucros distribuídos serão taxados em 15% a partir de 2022”. 

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=1988

Terceiro Setor

A situação pandêmica dos dois últimos anos evidenciou ainda mais a relevância do Terceiro setor para o desenvolvimento e a segurança da sociedade brasileira. Segundo o sócio-diretor do Grupo Audisa, Ricardo Monello, o terceiro setor teve forte impacto operacional em 2021, tendo em vista que as entidades lidam diretamente com o seu assistido, seu aluno ou paciente. “Ao mesmo tempo em que houve necessidade de mudanças de estruturas contratuais e o impacto financeiro, tivemos a reorganização operacional, e no próprio financiamento, além da profissionalização das entidades”, disse o empresário, ao afirmar que o contador teve papel decisivo em todo esse cenário. 

O Brasil possui hoje 26 milhões de pessoas ativas no voluntariado. Monello enfatizou o papel transformador da tecnologia e da comunicação para as entidades durante a pandemia. “A crise sanitária muitas vezes impediu a doação em cheque, a retirada de dinheiro em casa e outras coisas que eram até então habituais e, para não perder contato com o doador, as instituições investiram no ambiente virtual. E foi nele, inclusive, que muitas novas parcerias foram construídas”.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=3526

Comunicações e comportamento na pandemia

Fundamental para as relações humanas, comerciais, empresariais e familiares, a comunicação alcançou um novo patamar após o advento da pandemia de COVID-19, com as restrições de locomoção, o isolamento social, a popularização do home-office e das reuniões e eventos on-line. 

Apesar desse cenário ter se instalado no ano passado, seus efeitos perduraram ainda por todo o ano de 2021. Segundo o CEO da Comunica Play, Edgar Caetano, a comunicação assertiva nunca se  mostrou tão importante como nesse período. “Esses dois últimos anos evidenciaram muitos gaps de comunicação nas empresas”. A crise sanitária, segundo ele, acabou despertando a consciência de que é preciso cuidar mais e melhor das pessoas, de tratá-las de forma empática. Ao mesmo tempo em que é consenso que o contato físico é fundamental, a comunicação on-line foi sendo percebida como parte do processo ao trazer muitos benefícios, como o encurtamento de distâncias, a diminuição de gastos com deslocamentos e a agilidade. “Podemos firmar relacionamentos, gerar negócios e aprender em uma comunicação digital bem-feita”, afirmou. E ainda acrescentou: “Quem achava que a pandemia seria rápida e procrastinou as ações de comunicação, deve correr atrás do prejuízo o quanto antes”.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=619 e https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=4038

Aproveitando a proximidade do término do ano e o aceno de retomada após a pandemia, a Doutora em Psicologia Marcia Battiston falou da importância dos ciclos para o ser humano. “Estamos em um momento importante, após dois anos de pandemia e algumas mudanças e aberturas. Precisamos agora assimilar todo o aprendizado que tivemos nesse período, descartar o que não serve e olhar para a frente”, ressaltou. Ao pontuar o processo natural das pessoas de resistência às mudanças, a psicóloga falou da relevância de se abrir para o novo e cuidar sempre da saúde mental. “Somos o país mais ansioso do mundo e precisamos aprender a nos cuidar”.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=4304

Tecnologia e gestão 

Ao lembrar da tendência de PIB próximo a zero e da recessão econômica, o diretor de produtos da OneFlow, Heverton Gentilim, afirmou que o contador está cada vez mais sobrecarregado, especialmente em razão das falhas técnicas e inconsistências dos sistemas fiscais, como o e-CAC. “Há uma iniciativa bastante forte, encabeçada pela FENACON e da qual participamos, para a busca por alternativas para minimizar essa questão”, disse. Contudo, o especialista da área destacou que a pandemia evidenciou a necessidade de investimentos em tecnologia pelos empresários. “É o único caminho para a redução dos custos operacionais”.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=1290

No mesmo propósito, Maurício Tadeu de Luca enfatizou que a tendência de não crescimento do PIB deve fazer com que contador de reposicione no mercado, deixando de ser tão técnico e passando a atuar como consultor de seus clientes. “Para isso ele vai precisar de tempo, que só é possível com o investimento em tecnologia”, disse.

Assista em https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ?t=480

Agradecimento

Ao término do programa, a jornalista e produtora executiva do Portal Contabilidade na TV, Magda Battiston, agradeceu a toda a equipe de especialistas que fazem o CONTNEWS acontecer durante todo o ano. “A todos vocês, voluntários, que dedicam parte de seu tempo para compartilhar conhecimentos e ajudar no desenvolvimento da profissão, nosso muito obrigado”.

Confira a íntegra deste programa especial em: https://youtu.be/XIOMWi7m8GQ

É NOTÍCIA? TÁ NO CONTNEWS.

🔒 Patrocínio @faculdadefipecafi @fenacon_oficial & @sci_sistemas_contabeis

🤩 REDES
👉 Instagram: https://www.instagram.com/contabnatv/
👉 Notícias via whatsapp: https://bit.ly/3iAdizF
👉 Canal no Telegram: https://t.me/contnews

Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!