domingo, janeiro 23, 2022

Auxílio emergencial poderá ser considerado empréstimo para parte dos beneficiários

Valor será somado ao imposto devido na declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física de 2021

Para uma pequena parte das pessoas que recebem o auxílio emergencial do governo federal, o benefício será considerado um empréstimo do poder Executivo e terá de ser devolvido em 2021.

A medida vale para quem receber, até o fim deste ano, valores tributáveis acima do limite de isenção do Imposto de Renda de Pessoa Física – brasileiros que recebem salário mensal inferior a R$ 1.903 e não têm outras fontes de renda. O benefício de R$ 600 deverá ser somado ao imposto na declaração de 2021.

O auxílio emergencial é a principal ação do governo federal para dar suporte a milhares de brasileiros durante a crise causada pela pandemia do coronavírus.

A Caixa Econômica Federal credita nesta segunda-feira (25) novos lotes do benefício, tanto da primeira parcela, para novos aproados, quanto da segunda, para quem recebeu a anterior até o último dia do mês passado. De acordo com o banco, quase 8 milhões de trabalhadores vão receber o auxílio.

Por Thiago Marcolini / Agência do Rádio Mais

Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!