quarta-feira, janeiro 26, 2022

Entidades mudam discurso e exigem mais tempo para pagamento do Imposto de Fronteira

12/02 – Rádio Guaíba
Depois de pressionar o governador José Ivo Sartori (PMDB) sobre o real fim da cobrança do Imposto de Fronteira aos micro e pequenos empresários gaúchos, na quarta-feira, foi a vez dos deputados estaduais receberem o movimento Chega de Mordida para tentar solucionar o impasse sobre a alíquota. Uma reunião extraordinária na Assembleia Legislativa nessa manhã marcou a intenção das entidades empresariais e do parlamento a dialogarem sobre os débitos relativos ao período de um ano da lei.
O discurso das entidades acabou sendo alterado após completar um ano em que o Piratini continuou cobrando o imposto dos empresários. Apesar da alíquota de 5% ainda ser exigida, embora a Assembleia tenha promulgado a lei de autoria do deputado progressista Frederico Antunes, as entidades querem que o governo conceda mais tempo para que os empresários possam quitar as dívidas com o Tesouro.
De acordo com o presidente da CDL Porto Alegre, Gustavo Schifino, os técnicos do governo apontam que a dívida das empresas chega a R$ 300 milhões. No entanto, as entidades apresentam, com base no cálculo das empresas com receitas de até R$ 3 milhões por ano, que o valor da dívida seria de apenas R$ 80 milhões.
Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!