sexta-feira, janeiro 21, 2022

Índice Nacional da Construção Civil sobe 1,82% em novembro

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) subiu 1,82% em novembro, ficando 0,11 ponto percentual acima da taxa de outubro (1,71%) e registrando o maior índice de 2020. O acumulado nos últimos doze meses é de 8,30%, resultado bem acima dos 6,48% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. No ano, o acumulado ficou em 8,06%. Em novembro de 2019 o índice foi 0,11%.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em outubro fechou em R$ 1.229,72, passou em novembro para R$ 1.252,10, sendo R$ 687,02 relativos aos materiais e R$ 565,08 à mão de obra.

A parcela dos materiais, com alta significativa mais uma vez, cresceu 3,15%, taxa próxima à observada no mês anterior (3,17%). Frente ao índice de novembro de 2019 (0,17%), a variação da parcela dos materiais cresceu 2,98 pontos percentuais.

Já a parcela da mão de obra, com três reajustes observados, registrou alta de 0,25%, subindo 0,21 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,04%) e 0,20 ponto percentual se comparado a taxa de novembro de 2019 (0,05%).

Os acumulados de janeiro a novembro de 2020 são 13,43% (materiais) e 2,15% (mão de obra), já o acumulado dos últimos doze meses ficaram em 13,28% (materiais) e 2,75% (mão de obra).

Região Sul registra maior variação mensal

A Região Sul ficou com a maior variação regional em novembro (2,23%), devido à alta significativa na parcela dos materiais em todos os estados e um reajuste na parcela dos profissionais observado no Rio Grande do Sul. As demais regiões apresentaram os seguintes resultados: 1,90% (Norte), 1,93% (Nordeste), 1,59% (Sudeste) e 1,79% (Centro-Oeste).

Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 1.266,21 (Norte); R$ 1.173,31 (Nordeste); R$ 1.295,73 (Sudeste); R$ 1.305,70 (Sul) e R$ 1.243,97 (Centro-Oeste).

Goiás foi o estado que apresentou a maior variação mensal (3,34%), por causa da alta na parcela dos materiais e do reajuste na mão de obra.

O SINAPI, criado em 1969, tem como objetivo a produção de informações de custos e índices de forma sistematizada e com abrangência nacional, visando a elaboração e avaliação de orçamentos, como também acompanhamento de custos.


Sinapi – Novembro de 2020
COM desoneração da folha de pagamento de empresas do setor

ÁREAS GEOGRÁFICAS CUSTOS
MÉDIOS
NÚMEROS
ÍNDICES
VARIAÇÕES PERCENTUAIS
R$/m2 JUN/94=100 MENSAL NO ANO 12 MESES
BRASIL 1252,10 626,70 1,82 8,06 8,30
REGIÃO NORTE 1267,48 631,58 1,90 8,39 8,57
Rondônia 1311,02 730,95 2,10 7,31 7,43
Acre 1383,16 734,21 1,54 7,42 8,04
Amazonas 1253,62 613,82 2,37 9,47 9,80
Roraima 1295,98 538,24 1,57 5,86 6,16
Pará 1248,29 598,41 1,94 8,08 8,14
Amapá 1249,82 607,05 1,24 10,39 10,61
Tocantins 1275,91 670,77 1,19 8,47 8,50
REGIÃO NORDESTE 1173,31 633,79 1,93 9,89 10,11
Maranhão 1192,07 627,97 0,56 6,87 6,96
Piauí 1192,07 792,25 1,81 8,22 9,42
Ceará 1150,22 664,27 1,84 7,88 8,31
Rio Grande do Norte 1106,31 557,65 0,86 6,32 6,40
Paraíba 1207,73 667,99 1,12 9,64 10,00
Pernambuco 1140,90 610,00 2,44 10,16 10,20
Alagoas 1133,38 566,30 1,44 8,52 8,58
Sergipe 1101,62 585,39 1,41 11,51 11,84
Bahia 1213,26 642,21 2,93 13,63 13,75
REGIÃO SUDESTE 1297,90 621,50 1,59 7,37 7,70
Minas Gerais 1196,72 658,61 2,00 7,65 8,38
Espirito Santo 1152,90 639,56 1,91 9,69 9,95
Rio de Janeiro 1375,94 627,12 1,25 6,76 6,84
São Paulo 1339,14 604,87 1,49 7,31 7,55
REGIÃO SUL 1305,70 624,42 2,23 6,79 6,81
Paraná 1272,54 608,52 2,50 6,90 6,94
Santa Catarina 1417,38 767,71 1,30 6,48 6,49
Rio Grande do Sul 1253,75 568,97 2,79 6,92 6,92
REGIÃO CENTRO-OESTE 1244,12 635,09 1,79 6,72 6,92
Mato Grosso do Sul 1192,43 560,82 1,38 6,68 6,92
Mato Grosso 1215,19 693,28 0,68 5,90 5,92
Goiás 1251,32 661,01 3,34 7,81 8,12
Distrito Federal 1308,27 577,78 1,41 6,33 6,60

 

Sinapi – Novembro de 2020
SEM desoneração da folha de pagamento de empresas do setor

ÁREAS GEOGRÁFICAS CUSTOS
MÉDIOS
NÚMEROS
ÍNDICES
VARIAÇÕES PERCENTUAIS
R$/m2 JUN/94=100 MENSAL NO ANO 12 MESES
BRASIL 1338,83 669,73 1,72 7,63 7,89
REGIÃO NORTE 1348,40 672,00 1,78 7,96 8,13
Rondônia 1397,30 779,20 2,13 7,05 7,13
Acre 1471,16 780,81 1,45 6,93 7,51
Amazonas 1331,61 652,09 2,17 8,79 9,09
Roraima 1388,01 576,30 1,46 5,50 5,79
Pará 1327,78 636,32 1,82 7,76 7,81
Amapá 1329,60 645,74 1,16 10,07 10,27
Tocantins 1357,50 713,98 1,11 8,08 8,08
REGIÃO NORDESTE 1250,05 675,28 1,83 9,47 9,70
Maranhão 1270,48 669,47 0,52 6,70 6,78
Piauí 1267,26 842,07 1,70 7,71 9,09
Ceará 1223,49 706,26 1,85 7,58 7,98
Rio Grande do Norte 1177,89 593,53 0,80 6,06 6,14
Paraíba 1287,44 711,94 1,05 9,57 9,97
Pernambuco 1215,75 649,96 2,28 9,68 9,71
Alagoas 1206,27 602,79 1,35 8,00 8,07
Sergipe 1172,07 622,91 1,32 10,82 11,12
Bahia 1294,28 684,57 2,74 13,02 13,13
REGIÃO SUDESTE 1392,40 666,18 1,48 6,94 7,33
Minas Gerais 1277,99 702,99 1,87 7,12 8,01
Espirito Santo 1232,84 683,86 1,78 9,18 9,42
Rio de Janeiro 1481,70 675,69 1,18 6,52 6,59
São Paulo 1438,28 649,66 1,39 6,88 7,14
REGIÃO SUL 1401,56 670,09 2,11 6,36 6,37
Paraná 1368,73 654,50 2,31 6,43 6,44
Santa Catarina 1525,07 826,00 1,23 6,03 6,04
Rio Grande do Sul 1337,63 607,15 2,75 6,62 6,62
REGIÃO CENTRO-OESTE 1326,14 676,93 1,73 6,44 6,63
Mato Grosso do Sul 1271,71 597,59 1,29 6,26 6,51
Mato Grosso 1294,73 738,60 0,63 5,54 5,57
Goiás 1334,80 704,51 3,32 7,68 7,96
Distrito Federal 1393,43 615,47 1,32 6,09 6,34

 

Por Agência de Notícias IBGE

Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!