domingo, janeiro 23, 2022

Pró-Conformidade: projeto quer privilegiar empresas que pagam impostos em dia

Estreitar a relação com os contribuintes e beneficiar os bons pagadores: estes são alguns dos objetivos da Receita Federal com o Programa de Estímulo à Conformidade Tributária, também conhecido como Pró-Conformidade.

A proposta da iniciativa, que atualmente está em Consulta Pública e aguarda para ser oficialmente lançada, é classificar as empresas através de seus desempenhos, trazendo maiores benefícios e privilégios às que cumprem com as suas obrigações. Para isso, a Receita irá dividir os negócios em três categorias distintas de acordo com critérios pré-estabelecidos.

As empresas que prestarem informações verídicas à Receita e se mostrarem em dia com os impostos, declarações e situação cadastral serão enquadradas na categoria A, que por sua vez acarretará em maiores privilégios e benefícios aos analisados. A estas empresas, a Receita disponibilizará prioridade em restituições e maiores limites de crédito para que quitem eventuais dívidas, por exemplo.

Naturalmente, as empresas enquadradas na categoria C, tida como a pior na classificação, não gozarão de tais privilégios. Pelo contrário: a estas, a Receita promete uma maior fiscalização e acompanhamento.

Segundo os advogados Adriano Costa, líder da área de consultoria fiscal e Fabio Kawano, Consultor Tributário Pleno do Escritório Lira Advogados, a iniciativa tem como prioridade proporcionar um cenário concorrencial mais justo. “Com o programa, as empresas ‘pagadoras’ de tributos passam a ser vistas como parceiras do Fisco e as devedoras acabam ficando mais expostas ao rigor da lei”, defendem os especialistas.

Para eles, é natural que haja uma maior atenção aos contribuintes faltosos. “O Fisco terá mais velocidade e poder de reação na arrecadação tributária”, explicam. “Assim como no programa de Conformidade de São Paulo, o projeto prevê que os contribuintes com baixa classificação, sejam alvo do Regime Especial de Fiscalização (REF), bem como sofram medidas coercitivas, sujeitos inclusive a perdas de benefícios fiscais”.

No geral, os advogados defendem que a proposta é positiva. “Pensamos que o programa é uma boa iniciativa da Receita, com vistas a desenvolver uma parceria fisco-contribuinte junto às empresas que respeitam e aplicam a lei em sua melhor forma, salvando energia para ser repreendedora justamente do contribuinte inadimplente”, garantem.

Segundo eles, o programa é inovador e motiva ainda mais a regularidade fiscal. “Certamente, trará obrigações diferenciadas aos contribuintes, no intuito de maior transparência nas operações tributárias”, asseguram.

Conforme citado anteriormente, a proposta se encontra em consulta pública e aguarda para ser oficialmente lançada. A problemática em questão, segundo Costa e Kawano, é que a respectiva portaria é “muito pobre em informações”.

“O programa prevê apenas três níveis de classificação dos contribuintes (A,B ou C), o que não permite uma segregação mais justa entre os diferentes níveis de contribuintes e suas regularidades, ficando em avaliações extremas”, argumentam. “Outro ponto de forte atenção é que a proposta de portaria não traz detalhes sobre os critérios e benefícios atribuídos ao contribuinte categoria B”.

A proposta fica em consulta pública até o dia 31 de outubro. Até esta data os contribuintes poderão realizar contribuições sobre a pauta pelo site da Receita Federal. Procurado, o órgão não se manifestou quanto às dúvidas sobre o programa.

Luan Carlos Tamanini
Graduado em Jornalismo (2017) pela Universidade Regional de Blumenau (FURB), iniciou sua jornada na comunicação em portais esportivos. Posteriormente, estagiou na FURB TV e FURB FM durante o período de graduação. É articulista no portal Contabilidade na TV desde julho de 2018.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!