quarta-feira, janeiro 26, 2022

Como calcular o custo da mão de obra direta?

08/04 – Ana Paula Paulino da Costa / Exame.com / Portal Contábeis
O primeiro passo é identificar a mão de obra direta, com a unidade do serviço ou do produto a ser vendido e não deve ser confundida com aqueles que trabalham em atividades de venda e administrativas.
No Brasil, em função da legislação trabalhista, não há possibilidade de se contratar por hora ou por produção. Assim, mesmo o pessoal que pode ser diretamente identificado com cada unidade do produto, não representa um custo variável, mas sim fixo, que existirá, produzindo ou não.
O custo compreende não somente os salários, mas todos os encargos como INSS, FGTS e férias. Além de benefícios legais como assistência médica, vale transporte e os adicionais como previdência complementar, seguro de vida especial.
Apesar desta restrição de contratação, pode-se usar esse custo para obter maior controle da produtividade e da ociosidade. Para isso, divide-se o custo total da mão de obra direta pelas horas disponíveis para o trabalho dentro de um período (descontando horas de descanso e férias).
Essa fração representa o quanto custa cada hora. Se em uma hora você produz 20 unidades, a soma do custo-hora de todos os funcionários que trabalharam na produção representa o custo de pessoal de 20 unidades. Dividindo por 20, tem-se o custo unitário relativo ao pessoal. Isso ajudará nas seguintes atividades:
Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!