domingo, janeiro 23, 2022

Sucessão: como garantir a continuidade do negócio e reduzir ruídos

Ainda tabu e encarada como um assunto sensível e delicado, a sucessão empresarial e patrimonial merece ser desmistificada e deve ser inserida recorrentemente na pauta das organizações e famílias. Para evitar estresse, sustos e sobressaltos, divisões, desavenças e pôr em risco a continuidade, a segurança e a produtividade do negócio, o segredo é planejar todo esse processo de transferência de comando.

Primeiramente, é importante destacar que a sucessão é um processo natural e deve estar associado à evolução. Certamente que também envolve questões de ausência, morte e finitude, mas engloba principalmente novos desafios ao gestor, como assumir um cargo em outro estado ou país, novos objetivos de vida, aposentadoria e a chegada dos jovens e outras pessoas ao comando, com novas ideias e uma renovação de perfil muito bem-vinda.

Planejar a sucessão significa mitigar conflitos, reduzir custos e priorizar a capacidade geradora de riqueza e de valor do negócio. Quando falamos em passar o bastão da empresa geralmente lembramos imediatamente dos herdeiros, mas nem sempre essa é a melhor opção. Ele tem as habilidades necessárias? Tem vontade de assumir os negócios? Existe vocação para a gestão? E gestão profissional, por um contratado, é uma alternativa? E vender a organização, é uma boa ideia? Tudo isso tem que ser analisado para, a partir daí, elaborar uma estratégia que vise a continuidade do negócio e considerando as mudanças que surgem ao longo do processo.

Mesmo que seja difícil, ao elaborar um planejamento sucessório, é fundamental deixar as questões emocionais, sentimentais, familiares e de amizade de lado. Tudo que é decidido, sempre visando o melhor para o negócio, deve ser documentado e constar em contrato. Acordos verbais não têm validade, com os anos as tratativas são esquecidas, muitas vezes é um terceiro que questiona o acordo e tudo isso, a curto, médio e longo prazos, deve ser considerado.

Toda mudança causa impacto e medo e, quando isso envolve a liderança de uma empresa ou de uma família, tudo isso vem em dobro. Por isso o processo de sucessão deve ser planejado, estruturado e pensado para minimizar conflitos. O gestor deve passar tranquilidade, segurança e transparência para seus comandados e cuidar do clima organizacional, o sucessor deve ser capacitado e treinado antes de assumir o comando e, ainda, precisa de cautela na nova administração. O novo líder deve considerar os processos estruturados da empresa, entender o contexto e o seu legado. De imediato, é ouro não adotar medidas radicais. O processo deve ser contínuo, pois a ruptura pode comprometer a organização.

Instrumentos que envolvem o processo de sucessão empresarial e patrimonial, como inventário, testamento, PGBL, seguro de vida, doações de cotas para herdeiros devem ser todos analisados, a partir da ótica de um especialista da área. Um deles que merece destaque é a criação de uma holding familiar, uma alternativa prática para dar uma destinação aos bens do indivíduo ainda em vida, evitando discussões brigas entre herdeiros, que ainda oferecem redução de carga tributária.

Enfim, a sucessão deve ser encarada como algo natural, uma evolução dos processos, considerando os ciclos da vida e das coisas. Planejar é a palavra chave para o sucesso, para o bem de todos os envolvidos e para a continuidade do negócio ou do patrimônio.

Equipe Contabilidade na TV

O conteúdo deste texto foi extraído do debate promovido pelo Programa “Delas, Para Elas” realizado em 02 de novembro e que debateu o tema: “Vender, criar uma holding, fazer sociedade. Você já pensou na sucessão empresarial?”.

Assista a íntegra do bate-papo em: https://youtu.be/3B_y0htXFKY

Ficha técnica do programa:

Apresentação e mediação: 

* Magda Battiston, jornalista e produtora executiva do Portal Contabilidade na TV.
* Ana Meneguini, criadora da ITM, Estratégia de Marca & Cultura para Diferenciação Competitiva

Participações:

٭ Jorge Segeti – CEO da Segeti Consultoria
٭ Carla Müller – Articulista do Portal Contabilidade na TV
٭ Helena Depiné – Empresária da área de gestão 

🔒 Patrocínio @faculdadefipecafi @fenacon_oficial & @sci_sistemas_contabeis

🤩 REDES
👉 Instagram: https://www.instagram.com/contabnatv/
👉 Instagram: https://www.instagram.com/dpe_oficial/
👉 Notícias via whatsapp: https://bit.ly/3iAdizF
👉 Canal no Telegram: https://t.me/contnews
👉 Canal no Telegram: https://t.me/mulhercontadora

#dpe #delasparaelas #mulhercontadora #contabilidade #sucessãoempresarial #holding #sociedade

 

Portal ContNewshttp://www.portalcontnews.com.br
Informações pertinentes ao dia-a-dia dos profissionais contábeis. Notícias contábeis diárias, vídeos de eventos contábeis e conteúdos específicos para o contador!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Relacionados

Populares

Plantão ContNews

Tem eBook pra você

eBook para DP: Produtores Rurais

eBook para DP: Produtores Rurais

spot_imgspot_img

CADASTRE-SE NA NEWS

Assine a nossa lista e receba novidades sobre o Contabilidade na TV.

OBRIGADO

POR SE INSCREVER!